• hAll

789 Swimwear: a nova marca de biquínis brasileiros

Os três dígitos no nome da marca não enganam. A 789 Swimwear tem o sangue brasileiro de Marília Silva (mais conhecida nas redes sociais por Lia Lisbon), de 26 anos, a grande culpada pelo sucesso destes biquínis pelos quais será difícil não perder a cabeça. O trunfo? Cortes minimalistas, sem grandes floreados, versáteis e, como não podia deixar de ser, com cor à mistura.


Nascida no Brasil, mas a viver em Portugal desde 2004, a jovem empreendedora por detrás do projeto está a terminar o curso superior em Estudos da Cultura e da Comunicação, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, e é assistente de bordo há seis anos. "Viajar pelo mundo sempre me permitiu usufruir do verão o ano inteiro e o Instagram foi uma forma de me expressar", conta à hAll. Daí até começarem a chover parcerias com algumas marcas, principalmente de swimwear, foi um pulo.


Mesmo na pandemia, "tive a sorte de continuar a trabalhar, mas quis investir em algo meu que me desse algum controlo dos meus ganhos". Depois de amadurecer a ideia, Marília decidiu lançar-se na sua própria aventura. Inicialmente, explica, "o objetivo era encontrar biquínis no Brasil, exportar para Portugal e revender". Foi então que conheceu um ateliê no Rio de Janeiro que lhe encheu as medidas e apresentou o pacote completo: bons tecidos, produção de qualidade, valores alinhados e disponibilidade para criar uma marca. Por outro lado, "senti uma ligação com o projeto, uma vez que é responsável por criar emprego em zonas desfavorecidas" do Brasil, diz.


A ideia de chamar 789 Swimwear à marca foi óbvia. "Surge de forma a identificar a origem e ADN dos nossos produtos. Os códigos de barras iniciam-se com três números que correspondem ao país de origem e 789 corresponde a produtos feitos no Brasil", refere.


O lançamento do projeto deu-se no passado dia 19 de maio, com modelos a esgotarem em 24 horas. A primeira coleção chama-se "Da Terra" e é uma homenagem aos frutos tropicais do Brasil, como a jabuticaba, a pitaya e, entre outros, a papaya. E, apesar de Marília já ter lançado grande parte da linha, vão ser apresentados três modelos novos até ao final de junho.


Os biquínis são produzidos à mão, de forma artesanal, consoante a procura, para evitar o desperdício de matéria-prima. A mais-valia? Todos os modelos têm alças ajustáveis e um fecho inteligente, que impede aberturas indesejadas. Os preços variam entre os 40 e os 45 euros.


Para já, segundo Marília, o objetivo "é conquistar clientes e ganhar credibilidade no mercado". O próximo passo será tornar a experiência de unboxing mais personalizada.


Percorra a fotogaleria abaixo para conhecer alguns modelos da 789 Swimwear, disponíveis na loja online da marca:

Website: www.789swimwear.com

Instagram: @789swimwear

Facebook: @789Swimwear