• hAll

Alerta, pais: o Continente tem uma nova marca para bebés

Chama-se Continente do Bebé e é constituída por uma gama especializada em produtos de alimentação, higiene e cuidados para o bebé, adaptados a cada etapa de crescimento, dos zero aos 36 meses.


Toda a gama de alimentação foi desenvolvida pela equipa de nutricionistas do Continente, em conjunto com os fornecedores da marca de retalho. As papas, produzidas em Portugal, são feitas sem açúcares adicionados (adoçadas apenas com polpas de frutas e vegetais), sem adoçantes, aromas e corantes artificiais, sem conservantes, sem gorduras hidrogenadas e sem óleo de palma. Também os purés de frutas são simplesmente fruta batida, sem adição de açúcares e sem conservantes.


As fraldas (com certificação OEKO-TEX E FSC) foram dermatologicamente testadas e são feitas com materiais suaves e absorventes. Contam ainda com uma nova tecnologia que deixa o bebé até duas vezes mais seco e com uma melhor distribuição do xixi para uma absorção rápida.


Já as toalhitas, pediátrica e dermatologicamente testadas, são desenvolvidas com tecidos suaves, respeitando o PH natural da pele.


Organizar todos os produtos para bebé numa mesma marca e imagem é o principal objetivo desta novidade do Continente, cuja gama será reforçada ao longo de 2021 com a oferta completa de fraldas, resguardos, toalhitas e purés de fruta, já disponíveis em loja, papas e farinhas, complementos de higiene, produtos de perfumaria e produtos de limpeza. O packaging é composto por oito personagens que representam a família Continente do Bebé: a raposa Mimi, o macaco Heitor, o leão Alfredo, o urso Óscar, o crocodilo Gil, o hipopótamo Elias, a girafa Aurora e o elefante Alberto.

Os produtos do Continente do Bebé estão agora em destaque na Feira do Bebé do Continente, até 24 de janeiro, com descontos diretos até 25%. Para celebrar o lançamento da marca, o Continente juntou-se a meios de comunicação locais/regionais e ofereceu cheques-prenda no valor de 250 euros em artigos Continente do Bebé aos primeiros bebés a nascer nos diferentes distritos do país em 2021. No total, foram oferecidos cheques-prenda a cerca de duas dezenas de famílias portuguesas.