• hAll

“Dona da porra toda, pode lamber, fuck covid”: estas cookies são do mais sincero que há

Fotografia: Marco Sadio


A última quarentena aguçou o engenho e a criatividade das irmãs Juliana e Marina Torres. Fechadas em casa, vestiram o avental e criaram O Cookie Sincero, uma marca de bolachas que pretende "mostrar o lado lúdico da sexualidade através do paladar".


Enquanto Marina, de 39 anos, pôs em ação o Marina Hub, um projeto sobre alimentação saudável, a jornalista Juliana, de 43 anos, decidiu dedicar-se ao seu podcast - Absurdo - e às maratonas, mas ao sétimo dia de treinos partiu o pé. Entre as lamentações de estar em casa e a vontade de fazer algo pensaram em resgatar a comida de conforto e concluíram que "o ato de comer não deveria vir carregado de problemas - muito pelo contrário - deveria trazer uma carga positiva e até lúdica". Foi assim que nasceu O Cookie Sincero, um projeto ao qual "todos acham imensa piada até pela sua ingenuidade. Comida, humor e sexo são coisas que caem sempre bem", dizem à hAll.


Até chegarem à receita final, Juliana e Marina, a cozinheira oficial, testaram 20 fornadas de bolachas. As cookies são feitas de ovos, manteiga e ingredientes naturais, como gengibre, limão, canela e alfarroba.


Para encomendar, basta ir à página de Instagram da marca ou à loja online. Para já, as cookies estão exclusivamente à venda online, mas as irmãs já procuram pontos de venda em Lisboa e no Porto, assim como uma fábrica de bolachas para puderem aumentar a produção. Os preços variam entre oito e 14 euros.


As frases são atualizadas na conta de Instagram, mas é possível personalizar a mensagem das bolachas. "O mais engraçado são as alcunhas que os namorados pedem: 'Bibinho da Inês, Toninho do telheiro."

Morada: Rua Nossa Senhora de Fátima, n.º 58 - 2.º, 4050-425 Porto

E-mail: ocookiesincero@gmail.com

Website: www.ocookiesincero.com

Instagram: @ocookiesincero

Facebook: @ocookiesincero